Desmistificando o armazenamento de dados para imagiologia médica

Desmistificando o armazenamento de dados para imagiologia médica

Os avanços tecnológicos modernos transformaram quase todos os aspectos profissionais. No setor médico, uma das mudanças de maior impacto foi o advento da imagiologia médica.

As plataformas de imagiologia médica ajudaram profissionais de saúde a lidar com demandas cada vez maiores. Isso melhorou sua capacidade de oferecer um atendimento mais personalizado e rico, mas ainda levando em conta os processos técnicos complexos.

As plataformas de imagiologia médica geraram muitas melhorias, mas também criaram alguns desafios para instituições que lutam para acompanhar as demandas impostas à infraestrutura. Um dos componentes importantes de qualquer estratégica sólida de imagiologia médica é a capacidade de lidar com eficiência com o grande fluxo de dados criado diariamente.

Mas o que é exatamente imagiologia médica? Quais desafios ela criou para as instituições da área da saúde? E por que o armazenamento flash será essencial para superá-los? Neste artigo, vamos responder a essas questões e muito mais conhecendo melhor o universo do armazenamento de dados para imagiologia médica.

Faça um test drive do FlashBlade

Experimente uma instância de autoatendimento do Pure1® para gerenciar o FlashBlade™ da Pure, a solução mais avançada do setor que oferece expansão horizontal de armazenamento de arquivos e objetos nativo.

O que é imagiologia médica?

A imagiologia médica se refere a um conjunto de fluxos de trabalho, iniciativas e estratégias que são implementadas em instituições da área da saúde. A imagiologia médica facilita a coleta, o gerenciamento, o armazenamento, a distribuição e a análise dos dados do paciente de várias fontes para fornecer uma visão mais detalhada do prontuário médico digital (EHR). Ele permite a análise de imagens em tempo real, o que ajudou a acelerar a tomada de decisões clínicas e, em última análise, oferecer um atendimento melhor ao paciente.

A evolução da imagiologia médica

A história da imagiologia médica começa com a criação do PACS (sistema de comunicação e arquivamento de imagens) em 1979. O PACS foi uma grande inovação no setor médico, pois permitiu que profissionais de saúde armazenassem e transferissem digitalmente imagens, como exames de raios X e prontuários clínicos. O PACS eliminou a necessidade de transportar manualmente as imagens.

Embora tenha sido inovador, o PACS era difícil de usar e de integrar com os sistemas existentes. Por exemplo, cada departamento no hospital podia configurar seu próprio PACS, mas não havia uma forma padronizada para transferir os dados entre eles no hospital ou para outras instituições. Um PACS também era bastante caro. 

Quando o setor médico integrou a revolução digital da década de 1990, logo ficou claro que uma solução mais universal para a imagiologia digital seria necessária. Foi quando o DICOM (Digital Imaging and Communications in Medicine) entrou em cena.

O DICOM é um conjunto de normas internacionais para armazenamento, intercâmbio e comunicação de imagens médicas e outros dados de saúde. Formatos de arquivo padronizados, protocolos de transferência e fluxos de trabalho de imagiologia melhoraram a colaboração entre departamentos e organizações na comunidade médica. Ele também fomentou muitas das inovações em imagiologia médica da década seguinte.

Por fim, surgiram os arquivos neutros do fornecedor (VNAs, Vendor-Neutral Archives). Eles permitiram que as equipes de TI das instituições da área da saúde gerenciassem os dados, tarefa que antes cabia aos radiologistas ou a outros departamentos.

Os VNAs também ajudam a solucionar problemas de interoperabilidade, que é a capacidade dos sistemas de informação de integridade de se comunicarem entre si. No entanto, a interoperabilidade continua sendo um problema que atinge muitos hospitais e obstrui sua capacidade de fornecer assistência médica com eficiência e eficácia.

O estado atual da imagiologia médica é uma combinação de PACS, VNAs e arquivos de dados baseados em nuvem.

Big Data cria grandes desafios para a infraestrutura de imagiologia médica

Apesar das pequenas melhorias na geração de imagiologia médica ao longo dos anos, ainda é um desafio para muitos profissionais de saúde avaliar, exibir e compartilhar arquivos grandes adequadamente. Esse problema se acentuará conforme os arquivos ficarem maiores.

Para entender exatamente quanto espaço de armazenamento é necessário para uma estratégia de imagiologia médica, vejamos o exemplo da Mayo Clinic, uma grande instituição de saúde com sede em Minnesota. Ela gera mais de 50 terabytes de dados de radiologia por dia. Seu VNA recebeu mais de 90 terabytes de dados não radiológicos nós últimos anos.

Conforme o campo da patologia digital continua crescendo e produzindo conjuntos de dados cada vez maiores, as instituições de saúde precisarão encontrar maneiras mais eficientes de armazenar, visualizar e interagir com seus dados para que sejam bem utilizados.

Essa é uma das muitas pressões que as instituições de saúde enfrentam. A tecnologia de discos rígidos no local não consegue mais atender às demandas cada vez maiores do Big Data. As soluções de armazenamento para imagiologia médica precisam de um upgrade

Qual é a solução para as quantidades cada vez maiores de dados? Armazenamento flash

A transição dos discos mecânicos para as unidades flash oferece um grande incremento em desempenho, paralelismo e velocidade. Com conexões de latência extremamente baixa, os arrays de armazenamento totalmente flash melhoram a mobilidade dos dados em ambientes de armazenamento. Isso é essencial para aplicativos de imagiologia médica.

Quando imagens de alta resolução carregam mais rapidamente, pesquisadores, radiologistas e outros profissionais de saúde conseguem extrair os insights úteis de que precisam para oferecer assistência médica com mais rapidez.

Como a Pure leva uma Modern Data Experience™ para a imagiologia médica

Ter uma arquitetura de armazenamento confiável é fundamental para ajudar sua empresa a atender às diretrizes de retenção de dados, recuperar dados críticos em caso de interrupção e melhorar os fluxos de trabalho. Além de garantir desempenho confiável, o armazenamento para uma solução de imagiologia médica precisa oferecer agilidade, flexibilidade e atualizações regulares sem comprometer a disponibilidade.

A Pure Storage® oferece esses benefícios e muito mais para instituições de saúde. Nossa solução de armazenamento para imagiologia médica totalmente flash consegue lidar com dezenas de milhares de solicitações simultâneas, o que é essencial conforme os dados médicos digitais crescem de uma escala de terabytes para uma escala de petabytes.

Nossa solução de armazenamento para imagiologia médica também possibilita a renderização em 3D em qualquer dispositivo, com um nível de desempenho sem precedentes no setor. Tanto médicos quanto pacientes conseguem acessar as imagens sob demanda, o que ajuda a criar uma experiência mais pessoal.

800-379-7873 +44 20 3870 2633 +43 720882474 +32 (0) 7 84 80 560 +33 9 75 18 86 78 +49 89 12089 253 +353 1 485 4307 +39 02 9475 9422 +31 (0) 20 201 49 65 +46-101 38 93 22 +45 2856 6610 +47 2195 4481 +351 210 006 108 +966112118066 +27 87551 7857 +34 51 889 8963 +41 31 52 80 624 +90 850 390 21 64 +971 4 5513176 +7 916 716 7308 +65 3158 0960 +603 2298 7123 +66 (0) 2624 0641 +84 43267 3630 +62 21235 84628 +852 3750 7835 +82 2 6001-3330 +886 2 8729 2111 +61 1800 983 289 +64 21 536 736 +55 11 2655-7370 +52 55 9171-1375 +56 2 2368-4581 +57 1 383-2387
Your Browser Is No Longer Supported!

Older browsers often represent security risks. In order to deliver the best possible experience when using our site, please update to any of these latest browsers.